facebook-domain-verification=j8wz45wc1s2bfg2clk2elj9fh9arf7
 
  • Thati Scomparotti

Casamento na pandemia: como fazer um buffet seguro?

#casamentonapandemia #quattrofotografias #coronavirus #casamentos


Com tantas regras e restrições, para garantir a segurança e a proteção das pessoas durante uma festa de casamento, a parte gastronômica também precisou realizar algumas adaptações.


Os buffets contratados e os próprios espaços que receberão os eventos já realizaram as adequações dos espaços e possuem sugestões para os noivos e a assessoria. Entretanto, para auxiliar nesta tarefa, trouxe algumas soluções. Confira!



Refeições

Almoços e jantares podem ser servidos de maneiras diferentes.

  • Pratos a la carte: é uma sugestão simples e eficaz colocar algumas opções de pratos para que os convidados possam escolher, e receber em suas próprias mesas, qual preferem.

  • Ilhas gastronômicas: ao invés de fazer uma ilha gastronômica central, uma dica é fazer de duas a três ilhas, para evitar aglomerações e filas no momento de servir a refeição.

  • Menu completo: uma forma simples é fazer um menu completo, com opções de entrada, prato principal, bebida e sobremesa, para que os convidados escolham de acordo com suas preferências. Os profissionais levam a sequência até as respectivas mesas, evitando que alguém tenha contato com outros ambientes.


Importante: O modelo self-service não pode ser adotado em hipótese alguma, pois é um fator de risco muitas pessoas manusearem os mesmos utensílios e dividirem os mesmos espaços.

Petiscos

Os petiscos, como já acontecem em alguns casamentos, devem ser servidos nas próprias mesas. Ou seja, em cada uma delas é preciso ter um recipiente com os petiscos disponíveis. Se possível, o ideal é que tenham pequenos pratos já preparados para cada convidado, de preferência com alguma tampa ou cobertura para não ficarem expostos.


Os profissionais precisam repor conforme a demanda de cada espaço, sem oferecer aos convidados durante o caminho. Os petiscos devem ter seus destinos já definidos assim que saírem da cozinha, operando como se fosse um restaurante, para que mais de um convidado não manuseie o mesmo recipiente.



Bar e bebidas

As longas filas que ocupam os barmen e as barwomen ao longo do evento estão proibidas. Por isso, é indicado que, assim como acontecem em bares convencionais, os convidados possam fazer o pedido de drinks e bebidas sem sair de suas mesas.


Outra opção é que sejam disponíveis mini garrafas de bebidas, como espumantes, vinhos, refrigerantes e água, em baldes de gelo dispostos nas mesas. Com isso, os próprios convidados têm as bebidas à sua disposição, sem entrar em contato com outras pessoas.


Mesa do bolo e doces

É possível ter uma mesa de bolo falso, aqueles que são feitos com isopor, apenas para não passar em branco. Entretanto, o bolo verdadeiro e os docinhos não podem ficar expostos para evitar qualquer tipo de risco. A ideia é fazer caixinhas com porções individuais de bolo e doces diversos e entregar uma para cada convidado.


Gostou deste artigo? Conte comigo para conversar sobre o universo dos casamentos ou, então, se você quiser me conhecer ou fazer uma cotação. Entre em contato por aqui. Será um prazer registrar e fazer parte deste momento tão especial em sua vida.


10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo