Quattro Fotografias 

e-mail site.png
whats site.png
face para o site.png
youtube para o site.png
pinterest para o site.png
local icon site.png
Insta para o site.png

Campinas, SP

  • Thati Scomparotti

Como escolher o vestido de noiva: o essencial com essência

Atualizado: 15 de Nov de 2018

#vestidodenoiva #vestidoideial #noiva #casamento #moda #estilo


O vestido! Ah, o vestido de noiva! Aquele tão sonhado, tão idealizado e tão difícil de achar. Encontrar um modelo que realmente tenha a ver com você, com seu jeito, com sua maneira de viver e seus gostos. Um vestido que não seja uma fantasia, mas sim um belo retrato seu, da sua essência. Sim, é preciso que ela apareça na roupa do grande dia. No entanto, a escolha do vestido pode ser um verdadeiro Deus nos acuda, um salve-se quem puder, durante os preparativos para o casamento.

Por isso, antes de começar a bater perna por aí, coloque na bolsa organização, determinação, disciplina e autoconhecimento. Ferramentas indispensáveis para a empreitada. E, para ser aquela lamparina na escuridão, aquele Waze em dia de congestionamento, aquele café forte em dia de preguiça, estamos aqui. Conversamos com a consultora de imagem e professora, Ana Paula Turrini, que nos muniu de dicas e macetes para tornar o caminho das pedras mais florido.

Procurar pelo vestido de noiva ideal tem a ver com procurar pelo vestido de noiva que represente quem você é. Ele pode ser branco, todo rendado e coberto de pedraria se este for seu sonho. Ou ele pode ser reto, sem qualquer aplicação, colorido e curto se este for seu desejo. “A noiva precisa se sentir à vontade dentro daquela roupa. Ela precisa estar segura e confiante, tranquila e verdadeira com ela mesma”, pontua Ana Paula.


Sair do senso comum e buscar alternativas fora da rota podem ser um bom começo. Você não precisa ir naquela loja de noivas, nem naquele bairro com infinitas portinhas e um milhão de modelos iguais. Você pode procurar nas lojas nas quais já costuma comprar roupas. De repente, lá no fundinho, tem um modelo escondido que pode, porque não, ser o seu vestido de noiva. Olha que interessante, não?

Ou então, procure por ateliês, costureiras e bordadeiras que sigam um estilo ou uma linha de trabalho que você goste. “Um lugar que trabalhe com tecidos orgânicos, por exemplo. A noiva pode, também, procurar por alternativas em outros estados, como Minas Gerais, por exemplo, para encontrar referências mais artesanais de bordados. Mudar o circuito, pensar de maneira mais ampla e fora da caixinha podem ser uma forma de encontrar o que se deseja, sem se descabelar”, afirma a consultora.

A profissional ressalta, no entanto, que a escolha do vestido de noiva precisa casar (rs) com a cerimônia que está sendo planejada. “É preciso que haja harmonia entre os elementos. Um casamento durante o dia libera para um vestido curto e rasteirinha, por exemplo. Já uma cerimônia à noite pede longo e salto alto. A escolha do vestido, dos trajes dos noivos, precisa estar de acordo com o evento. Por isso, é importante saber primeiro como será o casamento. Em um salão, na praia ou no campo? São necessidades e ambientes diferentes que vão refletir nas escolhas”, explica Ana Paula.


A essência da noiva precisa estar também na roupa do grande dia. A sua beleza será refletida desta forma, com a certeza de que ela está presente no vestido. Manter o foco e deixar os palpites de lado é outra dica valiosa durante a missão. “As pessoas vão falar, vão questionar, vão querer te convencer do contrário, mas é preciso estar determinada e disposta. Se é seu sonho, então, realize. A noiva precisa estar feliz, radiante no dia. É esta memória que ficará guardada nas imagens do casamento”, finaliza carinhosamente.

Ana Paula Turrini é professora de moda e consultora de imagem. Você acha ela aqui ó: @takemeoutconsultoria



79 visualizações